Violino 4/4 Profissional Angelo Di Piave, Vieuxtemps, Guarneri Del Gesù 1741

  • R$ 3.499,00


  • Pague somente R$ 3.324,05 à vista no boleto bancário.

  • ou em até 10x de R$ 349,90 sem juros no cartão

Estimar frete

VIOLINO 4/4 PROFISSIONAL ANGELO DI PIAVE, VIEUXTEMPS, GUARNERI DEL GESÙ 1741

Violino profissional de atelier, construído em 2018 dentro dos conceitos italianos da liuteria clássica.
Este modelo é baseado nas plantas do liutaio Guarneri 'del Gesù', com acabamento inspirado em um violino construído por ele em 1741, conhecido como Vieuxtempts.

Construção artesanal tradicional a partir de madeiras selecionadas e com boas características sonoras.
Tampo em pinho e fundo bipartido em acero com belas maressaturas.
Acabamento em tom claro amarelado.
Verniz de brilho leve e aparência coagulada, aplicado à mão realçando os detalhes da madeira.

As fotos são do próprio instrumento, não são imagens de arquivo.
O instrumento possui cavalete Aubert, France ajustado artisticamente com incrustação de osso.
Montado com jogo de cordas Thomastik Dominant e um micro-afinador fixo preto e dourado na corda mi.
Os acessórios são de boxwood decorados madeira mais clara, cravelhas com pino.

Os instrumentos de liuteria Angelo Di Piave não acompanham outros acessórios como: breu, arco, espaleira e estojo.
Esses acessórios podem ser adquiridos separadamente.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Sobre o violino Vieuxtempts, Guarneri 'del Gesù' 1741:

O liutaio mais talentoso da Casa Guarneri foi um dos netos de seu fundador, Andrea Guarneri, o segundo filho de Giovanni Battista Giuseppe Guarneri: Bartolomeo Giuseppe Antonio Guarneri (1698 - 1744), também conhecido como Guarneri 'del Gesù' depois de 1731, quando incorporou em suas etiquetas a nomina sacra I.H.S. e a cruz romana.

Os instrumentos de Guarneri del Gesù se diferenciam dos instrumentos de sua família, sendo mais comparáveis em qualidade aos de Antonio Stradivari. Mas 'del Gesù' trabalhou muito menos tempo do que Stradivari, mesmo assim, quase 200 de seus violinos sobreviveram ao tempo. Stradivarius viveu até seus 93 anos e Guarneri sel Gesù até seus 46. Em seus últimos anos de vida construiu seus melhores instrumentos, atualmente mais reconhecidos e mais caros, mas com acabamento inferior, feitos com aparente pressa.

Muitos violinistas consagrados usaram violinos de Guarneri del Gesù durante os últimos 200 anos, como Niccolò Paganini, dentre muitos outros.
Um bom exemplo é exatamente o Vieuxtemps, que foi vendido em 2013 por $18 milhões de dólares, sendo o mais caro da história até agora, em parte por estar em excelente condição, sem rachaduras ou grandes consertos.
Construído em 1741, ganhou esse nome após pertencer ao violinista e compositor belga Henri Vieuxtemps.
Mas o instrumento também foi executado por outros músicos, como: Isaac Wolfson, Ian Stouzker, André Wilmotte, Yehudi Menuhin, Itzhak Perlman, Pinchas Zukerman.

Henri Vieuxtemps se referiu ao instrumento como um velho amigo, em uma carta em 1878.
Ele também mencionou que o instrumento o ajudou a compor seu concerto em ré menor, No.4, opus 31.
Foi seu instrumento inseparável por um longo período, entre 15 e 20 anos.